14 fevereiro 2011

cal

a propósito

do livro de josé luis peixoto

e da sua escrita

clara
e
limpa

como a cal

das paredes
e
 portados

da bela
e
luminosa

cidade

de

serpa
























































 
 

4 comentários:

João Oliveira disse...

Xi...pá. Fico com vergonha das minhas fotografias quando comparadas com estas. Parabéns.

Anónimo disse...

Obrigada Rosalina!
Beijo,Joana

azinheira sou eu disse...

de nada joana
ainda bem que gostas
beijos

azinheira disse...

joão
as fotos são bonitas porque serpa é sempre bonita...
obrigado