27 janeiro 2010

pisco de peito ruivo


voltaste
de novo
ao meu quintal
meu
pisco de peito ruivo

pequenino ser
viajante
da natureza
natural

modesta criatura
efémera
como eu
meu igual

voltaste
e o teu peito
ruivo
logo alegrou o meu
que não é ruivo
mas podia ser

de alegria
por te ver

2 comentários:

Marília Gonçalves disse...

Surpresa! Amiga
afinal a distância estes 2000km
um passarinho a vence.
Também aqui no meu quintal tenho esse atrevido companheiro sempre à nossa espreita, e de quanta migalha lhe caiba.
abraço amigo
Marília

Rita disse...

por aqui nao há pisco, mas os melros ja vao aparecendo!